Um poema para Senhoras Obscenas
Sobre isso, que é se encontrar com o outro no espelho sem fim do olhar, dissolver-se na colisão dessas imensidões.

Anúncios